top of page

Como sua marca é percebida em relação à diversidade e inclusão, questões raciais e igualdade?



Sabia que 84% dos brasileiros acham as marcas deveriam apoiar causas sociais e inclusivas?

De acordo com o estudo Brasil Brasileiro, conduzido pela HSR Specialist Researchers o nível de interesse por assuntos sociais teve um salto em duas décadas.

Em 2004, 61% das pessoas se preocupavam em ter uma formação cultural que informasse em relação aos problemas sociais. Mas só depois de duas décadas as pessoas se posicionam e nomeiam de fato os problemas que devem enfrentar em relação ao progresso social. Assim percebemos que hoje 51% condena atitudes preconceituosas ou racistas.


Estudo Brasil Brasileiro - entrevistou 2.786 pessoas, maores de idade no Brasil

A conscientização foi essencial para promover a amplificação das vozes das minorias e a inclusão desta diversidade.

O estudo mostra que muitos ainda não se sentem representados nas marcas, nas propagandas e nas comunicações.

Apenas que 26% das pessoas de pele preta se sentem representados nas propagandas e 42% da população LGBTQI+.


Fonte: Estudo Brasil Brasileiro: clique na imagem para baixar o estudo

Mas você ja avaliou a percepção da sua marca pelos seus consumidores?

A Blend New Research possui uma metodologia para mapear o papel da sua marca junto ao seu consumidor. Com ela, é possível medir:

  1. Se a população preta, LGBTQi+ e PCDs (pessoas com deficiência) se sentem representados pela sua marca nas propagandas,

  2. Sentem que as lojas e produtos atendem suas necessidades específicas;

  3. Deixaram de consumir e comprar os produtos por sentir algum tipo de preconceito ou discriminação;

  4. Deixaram de seguir as marcas por falta de representatividade;


Porque investir no awareness de marca para este nicho?

Marca vende mais que produto!

Quando você pensa em hambúrguer, que imagem vem a sua cabeça?Mcdonalds? Burguer King?

Quando imaginamos uma imagem traduzimos numa experiência e a um conceito formado em nosso cérebro.

Este é o poder de uma marca: Ela é identificada no seu cérebro com mais rapidez que um produto, onde você precisa analisar suas características e benefícios. Ela é um resumo do seu julgamento.

Por isso marcas são extremamente importantes para vender um produto.

E aí que o awareness de marca faz uma diferença.

Se a imagem da sua marca for forte e os usuários em potencial estiverem cientes disso, os recursos, os preços e outros elementos ficarão em segundo lugar para os clientes na tomada de decisão de compra.


E qual pode ser a percepção da sua marca nesses nichos?

Você pode aprofundar seus conhecimentos em populações e nichos mais específicos com a nossa pesquisa de percepção de marca. Possibilitamos investigar a opinião de como pessoas de pele preta, diversidade, LGBTQi+ e pessoas com deficiência sobre a sua marca. Confira abaixo:


Neutra

É quando uma marca deseja manter uma posição neutra e imparcial em relação à essas questões. Isso significa que a marca evita tomar partido ou expressar opiniões sobre questões que possam ser polarizadoras.

O objetivo de adotar uma postura neutra é evitar se indispor com clientes, consumidores ou partes interessadas que possam ter opiniões diversas Marcas neutras muitas vezes optam por se concentrar exclusivamente em seus produtos ou serviços, evitando a associação com causas sociais específicas.


Oportunista

Uma marca é percebida como oportunista quando aproveita oportunidades momentâneas e muitas vezes efêmeras, muitas vezes sem considerar a autenticidade ou o compromisso genuíno com uma causa ou seu propósito. Essas ações podem ser percebidas como exploradoras, visando capitalizar rapidamente sobre uma situação atual, geralmente por motivos financeiros, sem uma conexão genuína ou duradoura com a questão em questão.

Marcas oportunistas podem tirar vantagem de eventos ou tendências da atualidade, como tragédias, crises, movimentos sociais, datas comemorativas ou modismos, sem realmente apoiar a causa ou ter um histórico consistente de envolvimento com essas questões. Essa abordagem pode ser vista como oportunista, superficial e desrespeitosa, e muitas vezes resulta em críticas e reações negativas por parte do público, consumidores e partes interessadas.

É importante observar que as ações oportunistas podem prejudicar a reputação de uma marca a longo prazo, uma vez que a falta de autenticidade e o oportunismo são frequentemente percebidos de maneira negativa. Muitas vezes, as empresas são aconselhadas a agir de maneira ética, genuína e alinhada com seus valores centrais, em vez de buscar ganhos de curto prazo por meio de oportunismo.


Equivocada

Uma marca é considerada equivocada quando comete erros significativos em suas ações, estratégias, mensagens ou comportamento, que resultam em consequências negativas para sua reputação, relacionamento com os consumidores e, potencialmente, seu desempenho de negócios. Os erros podem variar em gravidade e natureza, mas geralmente incluem:

  1. Comportamento antiético: Se uma marca se envolve em práticas comerciais antiéticas, como fraude, corrupção, exploração de mão de obra ou comportamento ambientalmente prejudicial, isso pode prejudicar sua reputação e a confiança do público.

  2. Mensagens inadequadas: Uma marca pode cometer erros de comunicação, incluindo campanhas publicitárias insensíveis, conteúdo ofensivo, ou mensagens que não respeitam a diversidade e inclusão. Isso pode causar indignação e afastar os consumidores.

  3. Falta de transparência: A falta de transparência em relação a práticas de negócios, políticas de privacidade, preços ocultos ou termos e condições enganosos pode levar a desconfiança e prejudicar a imagem da marca.

  4. Respostas inadequadas a crises: Como uma marca lida com crises, como recalls, escândalos ou desastres, pode ser crítico. Se a resposta for inadequada, lenta ou insensível, isso pode agravar a situação e causar danos duradouros à marca.

  5. Falta de autenticidade: Se uma marca tenta parecer autêntica em seu apoio a causas sociais, sustentabilidade ou outras questões, mas é percebida como oportunista ou insincera, isso pode prejudicar sua reputação.

  6. Problemas de segurança de dados: Quando uma marca é responsável por vazamentos de dados ou falhas na proteção das informações pessoais dos clientes, isso pode resultar em uma perda significativa de confiança.

  7. Má gestão de relacionamentos com clientes: Ignorar reclamações dos clientes, fornecer um mau atendimento ao cliente ou não resolver problemas de forma eficaz pode afastar os consumidores.

  8. Mudanças abruptas na estratégia: Mudanças radicais na estratégia de uma marca sem comunicação adequada podem confundir e alienar os clientes.

  9. Falta de responsabilidade corporativa: Se uma marca não assume responsabilidade por seus erros, tenta encobri-los ou não toma medidas adequadas para corrigi-los, isso pode resultar em danos significativos à sua imagem.

É importante que as marcas estejam cientes de suas ações e comportamentos, e estejam dispostas a aprender com seus erros e tomar medidas para corrigi-los. A gestão adequada dos erros pode ser uma oportunidade para reconstruir a confiança do público e fortalecer a reputação da marca.


Ausente

Uma marca pode ser identificada como ausente quando tem pouca expressão ou é nula no mercado onde atua. Para evitar ser uma “marca ausente”, as empresas geralmente precisam investir em estratégias de marketing eficazes, criar uma identidade de marca distinta e oferecer produtos ou serviços de qualidade que atendam às necessidades dos consumidores. Manter uma presença online e se envolver com os clientes também é fundamental para garantir que a marca seja lembrada e reconhecida no mercado.


Ativista

Uma “marca ativista” refere-se a uma empresa ou organização que assume uma posição proativa e envolvida nas questões de diversidade, raciais ou PCDs, e usa sua influência, recursos e plataforma para promover e apoiar causas específicas. Essas marcas são frequentemente associadas ao ativismo corporativo e ao compromisso com valores e princípios que vão além do lucro, buscando ter um impacto positivo na sociedade. Alguns aspectos comuns das marcas ativistas incluem:

  1. Defesa de causas: As marcas ativistas frequentemente se posicionam a favor de questões relevantes, como direitos humanos, justiça social, igualdade de gênero, sustentabilidade ambiental, entre outras.

  2. Envolvimento em campanhas: Elas podem criar ou participar ativamente de campanhas, movimentos e iniciativas que promovam as causas que apoiam.

  3. Compartilhamento de valores: Essas marcas geralmente comunicam e demonstram seus valores em suas práticas comerciais, estratégias de marketing e decisões de negócios.

  4. Transparência: Marcas ativistas costumam ser transparentes sobre seus esforços e progresso em relação às questões que apoiam.

  5. Responsabilidade social corporativa: Elas podem integrar a responsabilidade social corporativa em seu modelo de negócios, fazendo doações, implementando práticas sustentáveis e apoiando comunidades carentes.

  6. Colaboração com ONGs e ativistas: Marcas ativistas muitas vezes colaboram com organizações não-governamentais (ONGs) e defensores de causas para amplificar seu impacto.

  7. Engajamento de funcionários e stakeholders: Elas envolvem funcionários e partes interessadas em seus esforços de ativismo, criando uma cultura de responsabilidade social.

  8. Posicionamento político: Algumas marcas ativistas podem tomar posições políticas e fazer lobby por mudanças legislativas que estejam alinhadas com suas causas.

No entanto, é importante observar que o ativismo de marca pode ser percebido de maneiras diferentes pelos consumidores. Alguns podem elogiar e apoiar marcas ativistas por sua abordagem consciente, enquanto outros podem ser céticos e questionar a autenticidade de seus esforços. O sucesso das marcas ativistas depende em grande parte de como elas equilibram suas ações com seus valores e de como são percebidas pelos consumidores e partes interessadas.


Você quer saber como está a percepção da sua marca nestes nichos?

Consulte um especialista da Blend.


Acesse nosso site e confira



34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page